Transporte de Cargas perigosas

Perigo
Muitos motoristas transportam cargas pe­rigosas sem ao menos ter conhecimento de que risco essa carga traz para ele. De acordo com os critérios de classifica­ção da ONU, publicados pela portaria n° 204/97 do Ministério dos Transportes, a classificação das cargas é feita com base no risco que ela apresenta. Os produtos mais perigosos são: Álcool, gasolina, que­rosene, entre outros. Todos os motoristas devem estar atentos quanto a classifica­ção e identificação dos produtos.

Identificação
Todo veículo que transporta cargas pe­rigosas deve estar identificado com as placas que classificam a periculosidade. O painel laranja de identificação é obri­gatório em todos produtos que são con­siderados perigosos. A identificação do veículo é feita com placas laranja, que apresentam duas linhas de algarismos, que são definidos com painel de segu­rança, e losangos definidos com rótulos de risco, que apresentam variadas cores e símbolos, que correspondem ao risco.
Classificação
As cargas perigosas são separadas e classificadas de acordo com o risco que apresentam, tais como: Explosivas, gases, líquidos inflamáveis, sólidos infla­máveis, substancias oxidantes e peró­xidos orgânicos, substancias tóxicas e infectantes, material radioativo, substân­cias corrosivas e substâncias e materiais perigosos diversos. Os fabricantes são os responsáveis pela identificação desses produtos. Antes de transportar ou enviar qualquer carga do tipo, preste atenção.
Segurança
Os motoristas que fazem esse tipo de transporte devem tomar algumas medidas para sua segurança, e devem levar em conta aspectos como: saber o material que está transportando, levar em conta o ambiente e a distribuição do produto, cumprir a regulamentação exigida, utilizar embalagens apropria­das para o transporte, ter em mãos toda a documentação exigida e o prin­cipal, receber um treinamento antes do manuseio desse produto.

Atenção, Amigos da Estrada!
Passa a vigorar em maio as novas resoluções da Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT sobre o transporte de produtos perigosos. A resolução 3.763 define normas da ABNT, que serão aplicáveis a esse tipo de transporte, como por exemplo, o conjunto de equipamentos neces­sários em situações de emergência e a identificação necessária à movi­mentação destes produtos. A identificação da unidade, dos equipamen­tos de transporte e dos volumes movimentados deve ser feita por meio de rótulos de risco, painéis de segurança e de outros símbolos aplicáveis. Será obrigatório também o uso de setas de orientação, que serão colocadas nos dois lados verticais opostos do volume, apontando para cima.

About these ads
Esse post foi publicado em Dicas e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s